01 novembro 2009

Mais uma vez...




Sinto-me perdida...mais uma escolha errada, mais umas lágrimas que teimam em cair, cá dentro... está demasiado confuso, não sei o que quero, não sei como ser diferente, não sei como ser firme, não sei o que pensar, porquê que o que mais desejamos...não é o melhor para nós? Afinal que desejo eu??
Forças não tenho...sei que devia estar a dormir e estou aqui perdida no computador a esta hora...porque dormir não quero! O que quero? Não sei... talvez uma outra realidade, em que escolher seja bem mais fácil! Apetece-me gritar chega! Mas porque corro atrás?? Não tenho mais respostas, nem tenho mais forças Deus... Mais uma vez as minhas escolhas foram demasiado dolorosas, eu sabia o que devia ter feito e não o fiz... recebi o abraço desejado...mas com um aperto grande cá dentro de quem não o pode ter, ouvi as palavras que precisava ouvir, mas que me apetecia gritar que não as posso aceitar... Então porque queria eu???
Hoje quero que seja o último capítulo...sei que já o disse, muitas outras vezes, mas hoje digo-o directamnete a Ti meu Deus! Eu não consigo, se é para tirar tira... ajuda-me a contrariar minha vontade, ajuda-me a ver com os Teus olhos, porque os meus ainda estão demasiado cegos pelo amor!
Apetece-me gritar-lhe, gritar-lhe bem alto, que não tens o direito de me amar e rejeitar, que não tens o direito de fazer o que estás a fazer, mas fui eu que permiti que o fizesses, por isso hoje grito bem alto para mim "CHEGA"!!! Chega da minha vontade, chega de não querer ver, chega de contrariar o que Deus me diz!
Precisava de uma resposta bem directa...mas talvez tenha que dar mais um passo de fé porque essa resposta não chega... Chega de ler o que teus olhos teimam em dizer e teus actos em contrariar...
Apenas não compreendo... mas não o vou tentar fazer também...
Senhor estou aqui mais uma vez, com as lágrimas como minhas testemunhas de que a dor é demasiado forte e digo a Ti que não vou falar mais neste assunto, vai ser encerrado aqui, entregue a Ti, rendido a Ti, amanhã quero começar uma nova caminhada, uma nova vida, com tudo o que tenho direito!
Assim não, não é viver, os Teus desígnios, não são os meus desígnios, eu sei, mas tanta vez me esqueço e teimo em contornar o caminho, conheces minha fragilidade, por isso Te peço que dela tornes a minha força!

(Não é para ser comentado, só Deus tem permissão para tal, o desabafo era mesmo para Ele!)

Recent News